Ensaio Geral

Ensayo General


"El ensayo es una ciencia sin prueba explícita"
- José Ortega y Gasset -


Alguém escreveu por aí uma frase ingeniosa: "a vida é uma peça de teatro que não permite ensaios". Concordamos. Não apenas na vida neste planeta mas no Universo inteiro tudo está em permanente expansão e aperfeiçoamento. As galaxias, as estrelas, os planetas assim como outras entidades tão diminutas quanto nós, experimentamos um existir que jamais se repete, mesmo que na aparência mais tediosa do cotidiano pareça que sim.

Heráclito falou: Ninguém pode entrar duas vezes no mesmo rio, pois quando nele se entra novamente, não se encontra as mesmas águas, e o próprio ser já se modificou.

Sendo assim, não tem ensaio, vamos diretamente à representação de nossa obra.

Mas também debemos fazer notar que nenhum movimento sai, espontáneamente, do nada. Antes houve outras experiências que nos depositaram depois nesse presente. Quer dizer, nossa atuação de hoje foi, de alguma maneira, ensaiada num jogo previo. E como aquilo que estamos encenando hoje será o ensaio da peça de amanhã, podemos afirmar, sim, que tudo é mesmo um ensaio, seguido, infinitamente, de outros ensaios nos quais vamos ensaiando detalhes novos, sendo desse modo que vai acontecendo a mudança.

Tem sido assim desde sempre, porém nesse tempo, nesse planeta, esse movimento acelerou dramáticamente. Os velhos tempos chegaram a seu fim. Estamos vivenciando una era sem precedentes, cheia de novidades, de fatos inéditos, de atitudes, condutas, comportamentos que a gente nunca antes viu. As regras, os códigos, os mapas, parecem ter mudado radicalmente e a humanidade está sendo sacolejada em seus podres alicerces enquanto suas destrambelhadas estruturas de crenças vão virando pó.

Cada dia o novo tempo nos joga numa dança frenética de novos paradigmas, esquisitos paradoxos e perturbadores interrogantes sobre algum assunto novo em folha. Cada jornada temos que ensaiar novas respostas. E tudo vai virando num ensaio global e permanente. 

O mais contundente exemplo disso foi a pandemia do coronavirus. Quando a novidade apareceu ninguém sabia direto o que estaba acontecendo. O desconcerto foi total e as respostas foram surgindo só quando aceitamos que não tínhamos tudo sabido nem resolvido e nos dispomos a escutar as perguntas novas. Um fato similar é essa hedionda guerra da Ucrânia que ameaça com nos jogar na fogueira de um conflito nuclear quando achávamos que tal brutal ameaça tinha sido neutralizada para sempre. E agora?

Acontece que caducaram todas as certezas que nos trouxeram até aqui. Nessa hora, prevista apenas nas profecias que aos poucos vão se revelando, temos que interpelar uma realidade jamais imaginada onde tudo foi colocado em crise, o tabuleiro foi chutado e as peças do quebracabeça foram jogadas pro ar.

Não adianta tentar interpretar a realidade na base dos antigos conceitos pois eles não se encaixam mais com os fatos. Logo, pensar e escrever sem referências torna-se um desafio. Agora seremos guiados  mais pela intuición do porvir que pela conceitualização dos fatos pretéritos e comprovados. E mesmo sem provas, tentaremos ensaiar novos roteiros pois obrigados somos a continuar a caminhada.

Momento de transição, onde o que foi já não é porém o que virá ainda não chegou, deberemos aceitar aquilo que tanto custa aceitar a alma humana: a total incerteza.

Mas a inquietação pode ser convertida em alívio se decidimos abrir mão do velho, soltar tudo o conhecido e nos entregar ao fluxo infinito e abundante do maravilhoso rio da vida. Navegaremos sem mapas, sim, mas guiados pelas estrelas e orientados pela única bússola revelada infalível: o amor. Ensaiando nossa música pessoal em meio às dissonâncias inevitáveis do ensaio geral.✤ 


📢  Conteúdos no Blog 👇
.............................................................................................
Para enviar opiniões, perguntas, críticas, sugestões ou qualquier outra colaboração dispomos de uma vía direta para você se comunicar. Na coluna lateral da direita tem um formulário de contato vía e-mail. Seja sempre bem-vind@.

Gratidão por visitar o blog.✤
.............................................................................................

  • Share: